Vale a pena passar pedra pomes no pé?

Muitas pessoas têm por hábito, cultivar a beleza e a higiene dos pés. E isso é ótimo, mas será...
admin admin em 17/04/2014
Pedra Pomes Pé

Muitas pessoas têm por hábito, cultivar a beleza e a higiene dos pés. E isso é ótimo, sem dúvidas, afinal essa é a parte de nosso corpo que suporta mais peso, ao longo de todo o dia e, além disso, ainda sofre com atritos constantes, de calçados e impactos contra superfícies.

Entretanto, entre os cuidados mais populares em relação aos pés está a pedra pomes. Será que esse elemento pode ser usado com frequência, ou será que não é interessante? Vejamos essa justificativa a seguir.

O que é a pedra pomes?

É uma pedra de origem vulcânica, que pode assumir diferentes formas, sempre angulosas ou mais largas. O processo de formação dessa pedra ocorre por meio do resfriamento do magma vulcânico de grande viscosidade, o que faz com que seus elementos se unam em uma estrutura.

Pode ser de cor branca ou acinzentada e é muitíssimo resistente tanto a altas, quanto a baixas temperaturas. Tem dureza classificada como média, e baixo poder abrasivo, sendo bastante suave, quando entra em contato com uma superfície.

Para que serve a pedra pomes?

Pedra Pomes Pé

Embora seja utilizada em várias funções, a que nos interessa neste momento é a relacionada ao tratamento de calosidades e asperezas na área dos pés. É um objeto bastante frequente no dia a dia de profissionais de pedicuro. Entretanto, tanto podólogos quanto dermatologistas tendem a orientar cautela, na aplicação de pedra pomes.

Problemas no uso de pedra pomes

O alerta desses especialistas se deve ao fato de que, a despeito de a superfície da pedra ser suave ao contato com a pele humana, empregamos às vezes muita força, ao atritar a pele à pedra. Desse modo, a calosidade se desgasta em excesso, deixando a pele muito fina. O organismo, como reação de defesa, ao se sentir ameaçado, começa a deslocar mais queratina para a região, fazendo com que a superfície fique mais grossa. O que poderia, então, ser positivo, se torna um problema, pois a pele pode não voltar mais à textura original.

O recomendado, enfim, é que a pedra seja aplicada, de modo suave, sobre a calosidade, já bem amolecida por cremes e água quente. Desse modo, se conseguirá um efeito de suavização do local, sem agredir a pele em demasia. Outra opção é a de cremes à base de pedra pomes, que ajudam na esfoliação, porém de modo imensamente mais suave.

Comentários