Mulheres: no sex0, jamais façam essas quatros coisas, pois eles odeiam

Já ouviu dizer que #sex0 é como pizza: até quando é ruim, é bom? Pode ser, mas há algumas...
admin admin em 08/11/2016


Já ouviu dizer que #sex0 é como pizza: até quando é ruim, é bom? Pode ser, mas há algumas coisas que certas #mulheres fazem que — talvez sem nem se darem conta — que fazem murchar o entusiasmo dos homens na cama e azedam o #Relacionamento.

Sabe aquele (geralmente injusto) estereótipo de funcionário público que pendura o paletó na cadeira para “provar” que chegou e está trabalhando, mas vai à padaria da esquina tomar um cafezinho de cinco horas? Ou que faz todo o possível para fazer jus ao pior sentido da expressão “burocrático”? Pois é, insuportável.

Na cama tem que haver empenho, tem que ter entrega, tem que ter paixão. Se o seu corpo estiver na cama com ele, é bom que sua cabeça também esteja lá ou ele vai achar que seu coração é que não está – e logo quem não estará é ele.

Ainda na questão da entrega, um pouco de timidez é algo fofo e simpático, mas também não vá travar, que você não é Windows e ele vai acabar “rodando outro programa” na cama e você também vai… rodar. Confiança, diferente de soberba, é s3xy.

E, como diz a canção, ”deixa acontecer naturalmente”. Ter algo preparado, planejar algumas posições, procurar umas ideias, pesquisar umas posições para sugerir, pensar no que vai dizer para ele… nada disso é ruim feito com moderação, mas, a partir de um certo ponto, fica artificial demais. Com calma e respeito mútuo, vocês vão acabar descobrindo o que gostam de fazer juntinhos. Permita à paixão criar asas, deixe que a criatividade a conduza e suba aos céus na garupa desse fogoso pégaso. Se você não for ser espontânea na cama, onde você vai ser?

Bom, não é por estar na sua presença… mas ninguém suporta gente egoísta, que só quer receber, receber, nunca dar… não por muito tempo pelo menos. Sexo é troca, carinho, entrega e generosidade. É uma rua de mão dupla e uma parceria. Repare: não estou falando de se dobrar a todo e qualquer capricho do parceiro, fazer algo perigoso ou desagradável (para você).

Vocês podem chegar a um acordo razoável e encontrar coisas que agradem aos dois, certo? Estou falando de empenho, respeito e genuíno interesse no prazer do parceiro. Enfim, autoconfiança, respeito, empatia, generosidade. Se você se lembrar mais disso, o sexo vai ficar ainda melhor… e você também.

Comentários