Mulheres com idades entre 18 e 55 anos, não deixem de ler isso!

Com o passar do tempo, o nosso corpo vai mudando, isso é fato! E são várias as modificações que...
admin admin em 07/01/2017


Com o passar do tempo, o nosso corpo vai mudando, isso é fato! E são várias as modificações que ocorrem durante a nossa vida. São elas físicas ou emocionais, que ocorrem em especial entre a adolescência e a terceira idade, entre mais ou menos 18 e 55 anos, que é o período reprodutivo da mulher.

 

Existem problemas que em especial nestes períodos mais difíceis da vida de uma mulher, devem ser explicados a elas para que tenham conhecimento do perigo que correm. A SOP (Síndrome dos Ovários Policístico) é um desses problemas, é um distúrbio que interfere diretamente no processo de ovulação por conta do desiquilíbrio hormonal. Isso acaba formando pequenos cistos nos órgãos reprodutores femininos.

O aparecimento desses cistos, ocorrem em especial durante o período em que a mulher estiver ovulando, o que é normal e que desaparecem logo que a menstruação ocorre. Mas nas mulheres que possuem o distúrbio, SOP, esses cistos não somem e acabam desestruturando os ovários deixando os órgãos largos em até três vezes a mais do que o tamanho normal.

Essa doença pode levar ao excesso de secreções de androgênios, que são os hormônios masculinos, no corpo da mulher. Isso a faz ovular em menor frequência e ter ciclos cada vez mais irregulares. Segundo especialistas, a SOP afeta cerca de 20% das mulheres durante a sua fase reprodutiva.

A CAUSA

Ainda são desconhecidas as causas para que esse distúrbio afete as mulheres, mas tudo o que se sabe, é que a SOP tem origem genética em parte e segundo os especialistas, 50% de irmãs ou filhas de portadoras, podem desenvolver o problema.

Mas também existe a possibilidade que a origem do distúrbio esteja ligada a produção de insulina em excesso pelo organismo da paciente pois, o aumento da quantidade dessa substância no sangue, provoca o desiquilíbrio dos hormônios.

18z53zz3ad

QUAIS SÃO OS SINTOMAS

A mulher que possui SOP, tem ciclos menstruais irregulares, ovulam com menor frequência e possuem dificuldades para engravidar. Mas ainda, elas podem ter problemas frequentes cardiovasculares, de diabetes e de obesidade.

Mas além disso, por conta do excesso de hormônios masculinos elas podem ter: crescimento anormal dos pelos do corpo, aumento da oleosidade da pele, ganho de peso, queda intensa de cabelos, algumas manchas de pele nas regiões das axilas e atrás do pescoço.

sop-sindrome-ovarioCOMO TRATAR

Após o diagnóstico, a mulher deve fazer tratamentos indicados pelo médico que são a base de medicamentos que variam de acordo com o grau do distúrbio que a mulher apresenta. De um modo geral, as pílulas anticoncepcionais hormonais são as mais utilizadas, pois diminuem e protegem os ovários contra a formação dos micros cistos e também, diminuem a produção dos hormônios masculinos.

Depois da regularização da menstruarão e demais problemas ligados a SOP, a suspensão dos anticoncepcionais pode aumentar as chances de a mulher conseguir engravidar. Mas lembre-se de que cada caso é um caso e antes de sair se medicando, faça os exames corretos e procure um especialista que vai te orientar a fazer o tratamento certo.

Comentários