Como evitar as caspas?

Ainda sem cura, a caspa é influenciada por alterações hormonais e genéticas que aumentam a oleosidade do couro cabeludo....
admin admin em 06/04/2014
Como evitar caspas

Os sintomas são sempre os mesmos: coceira, irritação e vermelhidão no couro cabeludo, fios que parecem sujos, malcuidados e oleosos. A caspa é um problema que atinge muitas pessoas e, diferente do que se pensa, não se trata apenas de uma questão de higiene.

Ainda sem cura, a caspa é influenciada por alterações hormonais e genéticas que aumentam a oleosidade do couro cabeludo, fazendo com que a pele do mesmo passe por um processo de descamação celular. Esse processo tem níveis variados e pode acompanhar o indivíduo ao longo de sua vida, oscilando entre períodos de melhora ou piora.

Esse mal é motivo de vergonha e acaba fazendo com que as pessoas escondam-se sob gorros e bonés, sem saber que o abafamento causado por esse tipo de acessório auxilia na proliferação dos fungos e bactérias. Além disso, esse processo tem seu auge no inverno, uma vez que com a queda da umidade e o aumento da temperatura do banho, as glândulas sebáceas produzem mais oleosidade, a fim de proteger-nos das agressões climáticas.

Como evitar caspas

Além disso, outros fatores são determinantes nesse processo como o estresse e a má alimentação, que acabam alterando o funcionamento das glândulas sebáceas. Para os que sofrem com esse problema, as dicas preventivas são:

  • Evitar banhos muito quentes;
  • Aumentar a ingestão de água diariamente;
  • Evitar alimentos gordurosos;
  • Evitar o estresse;
  • Evitar o uso de bonés;
  • Evitar dormir com os cabelos úmidos ou molhados;
  • Não esfregar as unhas contra o couro cabeludo, para evitar ferimentos;
  • Evitar tinturas e alisamentos, em períodos de inflamação;
  • Lavar os cabelos diariamente com xampu apropriado.

Em casos mais graves, em que o xampu não é suficiente, é necessário o acompanhamento com dermatologista, para que o mesmo possa indicar uma loção capilar apropriada ou, em casos mais extremos, faz-se necessário o uso de medicação oral.

Comentários