10 documentários para conhecer mais sobre a música brasileira

.
admin admin em 10/02/2015


A estreia de Cássia Eller, belo retrato de Paulo Henrique Fontenelle, é uma ótima oportunidade para descobrir (ou redescobrir) uma de nossas maiores cantoras. No embalado do documentário, que tal se jogar em outros filmes que retratam grandes nomes (e momentos) da MPB?

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423058676.jpg

A Música Segundo Tom Jobim (2012) – Nelson Pereira dos Santos, que também dirigiu A Luz Do Tom, construiu um mosaico encantador da força das composições de um de nossos maiores músicos brasileiros. A parceria com Vinicius de Moraes e a influência da música clássica em sua obra também aparecem aqui e ali

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423056897.jpg

Fabricando Tom Zé (2006) – Gravado durante a turnê com Tom Zé fez pela Europa no ano anterior, Fabrincando fala sobre sua longa e frutífera trajetória, sua visão peculiar da música e seu relacionamento nada convencional com Neusa, sua esposa. Uma bela homenagem para um de nossos maiores

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1422650708.jpg

Cartola: Música para os Olhos (2006) – Dirigido pelos consagrados Lírio Ferreira e Hilton Lacerda, o documentário une imagens de arquivo e depoimentos para contar a história de um de nossos maiores gênios, sambista que construiu lá do morro a sua história

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423056361.jpg

Uma Noite Em 67 (2010) – O documentário da dupla Renato Terra e Ricardo Calil traça um importante retrato de um dos maiores festivais da história do Brasil, quando nomes como Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil disputaram entre si. Uma aula da influência da repressão na produção cultural brasileira

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423056680.jpg

Loki – Arnaldo Baptista (2007) – Uma das cabeças do movimento tropicalista, Arnaldo Baptista, o Loki, transitou por gêneros e deixou sua marca na MPB. As duas horas do documentário de Paulo Henrique Fontenelle traçam um espectro amplo das influências e da personalidade do músico

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423058413.jpg

Dominguinhos (2014) – Um dos melhores trabalhos dos últimos tempos é o belo retrato do do sanfoneiro, cantor e compositor Dominguinhos, discípulo de Luis Gonzaga. Misturando imagens de arquivo e muito simbolismo, o longa é dirigido pelo trio Mariana Aydar, Eduardo Nazarian e Joaquim Castro

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423058012.jpg

Palavra (en)cantada (2008) – Dirigido e co-roteirizado por Helena Solberg, o filme tenta compreender as relações entre a música popular brasileira, a poesia e a literatura. Focado no trabalho de composição, mostra um panorama rico e uma reflexão inspirada de nomes como Chico Buarque e Tom Zé

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423057571.jpg

Simonal – Ninguém Sabe O Duro Que Dei (2008) – Dirigido por Micael Langer, Calvito Leral e Cláudio Manoel, o filme tem como objetivo principal refutar a tese de que o compositor foi simpatizante da ditadura. O documentário recorre a um material de arquivo precioso e a depoimentos inflamados para mostrar que ninguém sabe o duro que ele deu

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423057341.jpg

O Homem Que Engarrafava Nuvens (2008) – Documentário premiadíssimo do pernambucano Lírio Ferreira, o longa aborda a trajetória do compositor Humberto Teixeira, que fez dupla com Luiz Gonzaga, criador do baião. Um belíssimo retrato de um dos movimentos musicais mais genuinos que o Brasil já viu

http://controle.modaeafins.com.br/wp-content/uploads/2015/02/582x0_1423057126.jpg

Paulinho Da Viola – Meu Tempo É Hoje (2003) – O Príncipe do Samba é o personagem principal e dá nome ao rico retrato do mais sofisticado dos sambistas brasileiros. Sua relação de amor com a Portela, as inspirações e pensamentos do compositor permeiam o retrato emocionante de Izabel Jaguaribe

Comentários